DIY
08 jan 2018

Calendário de mesa na caixa de mdf

Que dê a largada para mais um ano de postagens! Quantos anos de conteúdo tem o blog? Uns 8? Uau, é isso mesmo! O tempo voa! E a felicidade de compartilhar coisas criativas, passeios marcantes e dicas continua por aqui. E que venha 2018! Para dar o pontapé nas postangens, abro janeiro com um projeto fácil e bem legal para você criar em casa! Recebi um calendário de mesa na caixa de mdf do Elo7.

No presente fofo de ano novo, vieram todos os materiais e tutorial para eu criar o meu próprio calendário permanente de mesa. E como é simples buscar os materiais e fazer também, compartilho aqui as etapas e a boa dica de projeto! Vamos ver como fazer?

Materiais para criar o calendário

  • caixa rasa de mdf
  • tags de papel com gramatura alta
  • tinta acrílica
  • tecido adesivo ou papel contact
  • ganchinhos
  • canetas coloridas
  • giz pastel
  • cola
  • pincel ou rolinho

 

Passo a passo para fazer seu calendário permanente de mesa

Para desenvolver o passo a passo, é fácil reproduzir o kit criado pelo Elo7 e partir para a criação. Depois de selecionar os materiais, bora criar! Comece pintando a caixinha com pincel ou rolinho, passe uma ou duas camadas até ter uma ótima cobertura. Depois, ou enquanto a caixa seca, parta para a decoração das tags e a escrita dos números e meses. Lembre-se de usar frente e verso da tag e criar os dois dígitos da data. ;) Para a decoração, vale contorno, vale pintar o fundo, fazer uma textura ou padronagem. Use a imaginação! Feito isso, retome a decor da caixinha. Cole com cuidado o tecido adesivo ou contact no fundo. Apoie as tags sobre ele e marque com a caneta onde vai colar os ganchinhos. Cole com cola tipo super ou cola quente. Aí, basta pendurar as tags e ir trocando diariamente a data em sua mesa!

Não é um DIY bem divertido para decorar a mesa de trabalho ou a cabeceira no quarto? Amei receber os materiais e o convite para criar! Faz também! Ah, no blog do Elo7, tem outra versão desse calendário para se inspirar com outras cores e letras: vai lá!

Dicas
21 dez 2017

Decorar com papel de parede: bons motivos

Mudar os ambientes da casa costuma ser um anseio constante, mas parece vir com mais força quando o ano está para terminar. A vontade de organizar o lar, finalizar pendências e modificar a decoração vêm à tona como se fosse uma forma de começar o ano seguinte com mais energia. Para que seja possível transformar o decor com baixo investimento e grande efeito, aplicar papel de parede é uma boa pedida! Vamos ver alguns bons motivos para essa solução prática para qualquer cômodo da casa?

Ideias de uso para o papel de parede: grande mudança, baixo custo

Diferente do que muita gente pensa, escolher e aplicar um papel de parede pode ser a forma mais fácil e rápida de transformar um espaço da nossa casa! Com o auxílio de mão de obra qualificada ou um pouco de empenho e vídeos com dicas e tutorial, a aplicação na área desejada é simples e o resultado super expressivo. Quando a gente muda cor, textura e padronagem de uma parede, parece que todo ambiente se transforma! Já que a combinação de tons e materiais pode ressaltar cores, mudar completamente o estilo do espaço, tornar mais amplo ou mais intimista e ainda mais claro ou mais acolhedor. Tudo depende da escolha de cores e padronagens. O importante é que realmente é capaz de fazer a diferença em um espaço!

Para provocar esse efeito imediato, nem só em paredes inteiras que o papel de parede pode ser aplicado. Hoje o uso também já subiu para o teto criando um resultado inusitado e criativo no pé direito e ambiente, ou também aplicação em cabeceiras de cama, meia parede, balcão, forração de móveis e corredores. A padronagem é capaz de aumentar a profundidade do espaço assim como auxilia no preenchimento de um ambiente. Para fazer a escolha correta, tome nota do tamanho da padronagem, motivo da estampa, cores e impacto de seu desenho. Estampas com desenhos largos tendem a provocar mais impacto, enquanto padronagens miúdas podem ser mais discretas.

Escolha de estampas sem medo

Hoje em dia, estampas geométricas e étnicas andam em alta entre os papéis de parede. Para que as chances de combinação sejam maiores e o arrependimento não bata, busque combinar texturas com paredes lisas. Assim como paredes de cores fortes vão bem com outras com tons mais neutros, a lógica é a mesma para o papel. Procure evitar a poluição visual e já faça as escolhas pensando no estilo de objetos, tecidos e tapetes que também vão habitar o ambiente. Ah! Tem outra também, se depois de um tempo, as cores enjoarem, trocar e aplicar um novo não é tarefa difícil. Com pouco esforço o ambiente pode estar novo de novo!

Exemplos de padronagens disponíveis na loja Papel na Parede

Efeito tijolinho, azulejo ou ladrilho

Virou tendência simular o efeito de um revestimento com papel de parede. A vantagem é clara: com a aplicação do papel, não é necessário reforma nem quebra quebra e aquela sonhada parede de tijolinho pode ganhar seu lugar na casa. Os revestimentos de ladrilho, azulejo, tijolinho são boa solução para paredes da sala, cozinha, banheiro, copa e costumam engalar facilmente nossos olhos. Em fotos, muitas vezes é difícil perceber qual o material! Se anda com vontade de testar nova textura em um cômodo, mas deseja investir pouco é a saída perfeita.

Colocar uma padronagem como tijolo na parede da cama, por exemplo, torna o espaço imediatamente mais caloroso e aconchegante. Já em uma cozinha com aspecto antigo e até mesmo de um imóvel alugado, o papel de parede representa uma transformação radical e possível! Boa aposta!

Manutenção e limpeza

Depois de aplicado em uma superfície lisa, a resistência do papel de parede é grande e não demanda muita manutenção. Para limpar basta um pano macio e movimentos suaves. Se compararmos com tinta na parede, é possível que o papel dure muito mais por não demandar retoques. Entre os tipos existente no mercado, o vinílico é indicado como um dos papéis mais duráveis. Fica a dica!

Para sala ou quarto: papel de parede de tijolinho está em alta

Ficou com vontade de repaginar um cômodo da casa? Há diferentes e acessíveis opções de papel de parede na loja online Papel na Parede, vale checar qual se encaixa com sua nova decoração para 2018!

Moda Criativa
21 ago 2017

Upcycling: A nova tendência em moda

O conceito Upcycling transforma o que seria descartado em peças exclusivas

Evitar o desperdício e reduzir o consumo de matéria-prima durante o processo de criação de novos produtos é a essência do Upcycling, conceito que visa transformar resíduos inúteis e descartáveis em novos materiais, colaborando para propagar uma nova forma de consumo. Vertente da reutilização, a arte do upcycling dá novo significado àquilo que, a princípio, seria destinado ao lixo por não apresentar valor comercial. Utilizado no mundo da moda a partir de 2002, o termo se sustenta em dois pilares: economia e transformação.

Upcycling: A nova tendência em moda

Reciclagem x Upcycling – entenda a abordagem criativa

De acordo com a professora do curso de Design de Moda do Centro Europeu, Nicolle Gora, diferente da reciclagem, o upcycling faz uso de materiais já existentes para criar algo que surpreenda e, mesmo assim, seja baseado em traços originais das peças. Por essa abordagem, embalagens e sacos de cimento utilizados podem dar vida a bolsas, sapatos e acessórios únicos e elegantes. “Por ser um processo que não desperdiça energia ou faz uso de materiais químicos para reciclagem, ele pode ser muito eficiente em larga escala na indústria da moda, que é, hoje, a segunda mais poluente do mundo”, explica.

A proposta pode parecer ousada e até mesmo um pouco excêntrica, mas já ocupa as vitrines de capitais como Londres e Berlim. No Brasil – onde são confeccionadas, por ano, cerca de nove bilhões de peças de roupa -, o conceito ainda é incipiente, mesmo com a estimativa de que por volta de 170 mil toneladas de retalhos sejam produzidas anualmente no país.

Sacola impermeável feita de guarda-chuva, vela com recipiente de vidro feito a partir de garrafa de vinho, niqueleira de couro reciclado com caixinha de  caixas de sapato e bolsa jeans feira a partir de calças usadas.

Sustentabilidade na prática

Ainda assim, a técnica, vista por Nicolle como uma aliada da sustentabilidade por recolocar no topo do ciclo da produção um material que já está no fim dele, é fruto dos anseios da geração Y. “Desses novos recortes, modelagens e processos produtivos nascem peças únicas e com alto valor agregado. O upcycling resulta de uma consciência ambiental, principalmente desse público que cobra mais ética e transparência das empresas”, resume.

Dê nova vida aos materiais!

Para ela, dar ouvidos a esses consumidores significa repensar toda a cadeia produtiva do mercado da moda, priorizando a mitigação de impactos ao meio ambiente. “Além disso, manifestar essa veia inovadora, de modo a conter desperdícios e extrair o melhor de cada produto, pode trazer economia e ser um diferencial competitivo para o mercado”, acrescenta. Para dar vida à inovação, contudo, a professora lembra que não há segredo. “A partir das preferências e necessidades do seu público, é preciso lançar mão de bom gosto e criatividade sem receios. O resultado será nada menos do que combinações atrativas e interessantes”, completa.

Dicas
07 jun 2017

Coleção de tecidos Recortes por Ju Padilha

Quando a gente está no mundo da criatividade online, seja em blogs, seja no instagram, seja na redação de conteúdos há tanto tempo (já são uns 8 anos!), esse universo se torna como uma grande família e repleto de amizades! E de torcida!

Hoje, venho compartilhar uma alegria gigante! Afinal, não é sempre que uma amiga lança uma coleção do produto que mais tem a ver com o seu trabalho. Isso é uma super conquista! E quem tem essa boa nova para contar é a amiga e maker, crafter, artesã contemporânea, Ju Padilha! A Ju acaba de lançar sua coleção te tecidos Recortes pela marca Fernando Maluhy. Uma coleção com a sua cara, suas cores e feita, como o nome diz, a partir de recortes manuais. Vamos prestigiar e comemorar?

A Ju Padilha conta que pensou a paleta de cores e padronagens da coleção de forma que todos os tecidos combinem entre si. Os tons conversam muito com seu trabalho e reconhecemos seu estilo logo a primeira vista! Isso é super legal!

Palavras da criadora

Vejam o que mais ela conta sobre esse lançamento: “Por quê a minha coleção de tecidos chama “Recortes”? Porque os padrões foram feitos de forma artesanal, a partir de recortes de tecidos lisos, onde cortei as formas e compus a geometria, depois foram digitalizados para formar as estampas! Simplesmente porque aqui as mãos adoram um fazer e não sabem ficar paradas!”

Quer saber como ter esses retalhos nas suas mãos para criar? A própria Ju Padilha vende online, tem na marca Fernando Maluhy e está chegando em lojas e armarinhos.

Para quem estiver em São Paulo, dá para conhecer tecidos e Ju num evento bem bacana oferecido pela marca Fernando Maluhy amanhã. Ah, e de quebra ter uma apresentação sobre cores e uma oficina criativa! Se eu estivesse na capital, não perderia. Vai lá! Cola indica!

DIY
30 maio 2017

Caixinha de fotos com apliques de scrapbooking

Recentemente, precisei fazer um presente para uma pessoa especial. Seria uma caixinha de fotos para colocar algumas fotos impressas, coisa rara que, se a gente não faz logo, perde lindos momentos em nosso celular. A ideia já estava certa, mas faltava uma forma fofa de compor essa lembrança. Para tanto, tratei de dar função nova a uma caixa em mdf e alguns apliques de scrapbooking que tinha arrematado.

Registrei o processo para esse DIY fácil e gostoso de criar! Fica como sugestão para quem também ama colecionar recortes e elementos de papelaria!

Caixinha de fotos com apliques de scrapbooking: materiais

Reúna uma caixinha em mdf, fita banana, tesoura, elementos de scrapbooking ou recortes de uma folha decorada, tags, envelope, mini pregador, caneta Posca e barbante ou fio twine para fechar o envelope. Esses eram os detalhes que tinha aqui e resolvi usar, mas você pode ter outros e compor a sua forma!

Materiais diversos para a criação da sua caixinha de fotos

Para criar um relevo na tampa, cole os elementos com fita banana. Comece com uma base com tag ou papel retangular.

Continue a decorar com outros pedaços de fitas e mais detalhes de papel. Crie desenhos e escreva uma mensagem com a Posca.

Finalize com um título ou tema para as fotos da caixinha ou ainda o nome da pessoa que receberá o presente.

Eu ainda fiz um cartão e coloquei dentro do mini envelope e fechei com o fio twine. Tudo bem personalizado e carinhoso! Quem não curte oferecer e receber um presente assim? Coloque as fotos impressas dentro da caixa e está prontinho!

Você pode ver a função original dessa caixinha aqui nesse passo a passo de flâmula e também saber mais sobre fio twine neste post sobre materiais. Boa criação!