Inspirações
24 nov 2016

Home office, quarto e ateliê: 3 em 1

Para hoje, quem domina a cena e mostra seu ambiente 3 em 1 que é home office, quarto e ateliê, é a empreendedora criativa Mari Salles. Quem aí a conhece das redes sociais e seus ótimos trabalhos? Mari se reinventa e é uma superinspiração. Aqui vocês conhecem um pouco de suas atividades refletidas nesse ambiente motivador! Aqui vai seu depoimento sobre a transformação do espaço, recheado de detalhes!

atelie quarto
Como tudo começou

Eu sou a Mari Salles, e sou contadora, artesã e empreendedora criativa. Há 5 anos iniciei uma marca de produtos artesanais para casamentos e eventos, o Ateliê Mari Salles. Quando comecei, lá atrás, eu morava em uma casa que me permitia ter um quarto só para o ateliê. Porém, há 3 anos voltei a morar na casa dos meus pais e aqui não tinha espaço para ser tudo separado, a final de contas, somos 3 filhos e todos na época morando com os pais.

Então meu pai pensou em reformar uma casinha que tinamos no quintal, para que pudesse ser meu quarto e meu ateliê. Assim foi. Ficou lindo, maravilhoso, colorido, tudo como eu queria naquele momento, principalmente por que o ateliê era o foco da minha vida e eu priorizei o espaço de trabalho.

atelie organizaçao

Na época, o ateliê tinha 3 mesas de trabalho enormes, sendo uma delas embutida na máquina de costura industrial. Eu ainda tinha uma cômoda para os tecidos e uma mesa menor para o computador. E eu dormia em uma pequena caminha de solteiro. Tudo perfeito!

Mudanças de foco acontecem

Só que o tempo foi passando, e a vida foi mudando. Voltei a trabalhar como contadora, e esse ano, entrei no Decola Lab da Rafa Cappai. No Decola, me redescobri toda. Mudou profundamente minha visão de trabalho, de vida e propósito. E decidi iniciar um novo negocio, a Love Accounting – Contabilidade para Criativos. Eis que meu quarto/ atelie não comportava mais minhas escolhas para a vida.

atelie de costura

Decisões assertivas e organização mode on

Foi então que contratei a Emilia Ventura que é personal organizer para me ajudar. Primeiro, pensamos só na parte prática da organização do meu espaço, mudando só coisas simples (que sem a Emilia eu definitivamente não teria conseguido!) como organizar as coisas em caixas, separar por tipo de material, colocar papéis em pastas, ter organizadores para documentos verticais na mesa do computador e colocar os materiais de trabalho do ateliê que ficavam na minha mesa em um varão com baldinhos.

Logo depois dessa primeira conversa via skype, já coloquei tudo em prática e super me ajudou. Fiquei assim mais 5 meses até decidir que a Emilia tinha razão e eu precisava me desfazer de algumas mesas para poder viver com mais conforto e ser mais produtiva.<

Parte 2 em ação

Aí entra minha amiga arquiteta Amanda Budoia. A Amanda é minha amiga pessoal há anos, e desde da 1ª reforma da casinha no quintal para virar meu lugar no mundo ela embarca no meu sonho comigo. Amanda veio aqui, tirou medidas comigo, desenhou o melhor layout que era possível em 20m² que é o tamanho do meu quarto / atelie / escritório.

quarto de casal atelie

Decidi tirar 2 mesas de trabalho grande, e substituir a mesa do computador por uma um pouco maior com tampo de vidro (ainda não chegou!rs). Tirei também a cama de solteiro e a úncia compra mesmo que eu fiz foi da cama de casal. O restante todo dos móveis aproveitei o que eu já tinha.

As minhas sapateiras e meu móvel para roupas de pendurar eram o apoio de uma das mesas. Foram separados, duas sapateiras ficaram no pé da cama e outas duas empilhadas servindo de apoio para livros e papéis.

cantinho do cafe

Meu móvel de roupas virou o apoio do meu amado café e minhas fofurices de canecas e afins. A máquina de costura industrial teve a mesa diminuída em 13cm para caber no cantinho onde antes ficava a minha cama. A cômoda rosa (xodó da minha vida! Era da minha avó e foi restaurada por outra amiga muito querida) ficou abaixo da TV para apoiar os equipamentos necessários e diminuir a distância entra a cama e o fim desse nível mais baixo do quarto.

home office

A cama ganhou destaque bem no centro, ao lado da prateleira de materiais e do frigobar. Outra coisa que amei ter investido foi o tapete. Dica da Amanda e achei que super complementou a decoração sem pesar.

Identidade visual mantida

Uma das minhas preocupações foi manter a minha identidade criativa e colorida no espaço, mesmo ele não sendo mais um ateliê antes de tudo. Hoje no meu espaço eu trabalho com contabilidade, com os projetos do ateliê e tenho mais espaço para mim, para curtir e descansar.

Ainda falta fazer a cabeceira da minha cama, que eu mesma vou costurar e a instalação do espelho na porta do meu guarda-roupas. Mas eu to apaixonada!

Quem fez acontecer:

 

♥ Gostou de conhecer o espaço multi da Mari Salles? Se ficou com vontade de apresentar o seu e contar sua história por meio da decor escolhida, me mande um e-mail!

Dicas
25 abr 2016

Sebrae leva pequenos negócios para SPFW

spfw

Parceria com IN-MOD vai permitir que pequenos empresários conheçam bastidores, vendam produtos no evento e até desfilem na passarela principal do São Paulo Fashion Week

Em parceria com o Instituto Nacional de Moda e Design (IN-MOD), o Sebrae vai levar donos de pequenos negócios para o maior evento de moda do hemisfério sul, o São Paulo Fashion Week, que acontece entre os dias 25 e 29 de abril. Empresários de todo o Brasil vão participar do evento em uma missão técnica para conhecer os bastidores dos desfiles, proprietários de outras 17 marcas de micro e pequenas empresas vão expor e vender seus produtos na loja instalada no local e uma empresa de pequeno porte, a Amabilis, chegará à passarela da 41ª edição, após ser selecionada pelo projeto Top Five, uma iniciativa conjunta das instituições.

spfwloja

Imersão criativa

A ideia dessa imersão é permitir que pequenos negócios possam se inspirar a partir do trabalho e das referências de designers estabelecidos, identificando processos que possam ser adaptados e incorporados ao seu modelo de negócio. A cada dia, um desfile será comentado por especialistas para o grupo, interpretando não só as tendências e looks apresentados, mas também apontando detalhes a serem observados na passarela, todo o ambiente que compõe este show, tais como temática, cenário e ambientação, beleza e trilha sonora.

Durante a missão técnica, o idealizador da São Paulo Fashion Week, Paulo Borges, vai dar uma palestra para os empresários para explicar as mudanças do calendário da moda mundial e os impactos para toda a cadeia da moda no país. Os participantes da missão também serão levados para conhecer a fábrica e o posicionamento da Natura no mercado brasileiro.

spfw2

FFWSHOP

Marcas de pequenos negócios também vão expor e vender produtos na loja conceito FFWSHOP, loja pop up de design e acessórios com curadoria assinada pelo SPFW e instalada no evento. Este ano, a Galeria Nacional assina a curadoria da loja.

Nesta 41ª edição, 17 marcas de sete estados (AM, CE, GO, MG, RJ, RS e SC) indicadas pelo Sebrae foram selecionadas para expor seus produtos. Mais que a comercialização em si, a exposição na loja conceito permite aos empresários atingir um novo patamar de divulgação para seus produtos e sua marca, atraindo a atenção não só da imprensa presente no evento, mas alcançando ampla divulgação na mídia local da empresa participante.

spfwshop

Case de sucesso

A marca catarinense Liverpool é um exemplo de sucesso desta parceria. Eles participam da FFWShop desde o primeiro ano da parceria entre o Sebrae e o IN-MOD, a cada edição da São Paulo Fashion Week levam produtos diferentes, são sucesso de venda e conquistaram o mercado brasileiro graças à exposição na semana de moda. “Com o SPFW vimos que podíamos ser mais do que uma camisetaria. Ampliamos nosso mix, hoje fabricamos calças, jaquetas, vestidos, bolsas, moletons. Tínhamos alguns clientes esporádicos fora da região Sul e, agora, temos 150 pontos de venda em todo o Brasil“, comemora Tiago.

#Ficadica: Para marcas criativas  e autorais de moda, fica a dica de projeto que possibilita o crescimento e introdução ao universo das grandes passarelas. Vale a pena buscar como funciona a curadoria de marcas e adentrar a essa seleção.

Esse ano não vou dar um pulo na SPFW, mas já fiz muitos garimpos de novas marcas handmade na loja do evento. Para rever as descobertas da última edição, vem cá nesse post!