Moda Criativa
17 ago 2021

Colorimetria pessoal: o que você sabe sobre o tema?

Por trás dessa telinha e em frente a várias letras desse teclado, escreve uma colorista pessoal recém formada e que vai mostrar um pouquinho dessa recente paixão que parece que há anos já faz parte da minha vida! Quando nos deparamos com um novo interesse que faz nossos olhos brilharem é assim, não é? Mas antes de contar sobre mim, vamos ao tema… Você já ouviu falar em colorimetria pessoal ou coloração pessoal?

O que é colorimetria ou coloração pessoal


A coloração pessoal é uma das etapas da consultoria de estilo que serve para descobrir quais as melhores cores para cada cliente de acordo com o seu tom de pele! Uma análise que não serve para limitar, mas servir como recurso de autoconhecimento. Parece difícil decifrar nossa cartela, né? E é mesmo, mas é uma questão de treinar o olhar!


Quando falamos em cor no meio da moda, há alguns mitos e verdades. Um deles é que o preto emagrece e o branco engorda. Existem cores que não caiem bem para alguns tipos de pele, como por exemplo as quentes e neutras quentes! Eu sou neutra quente e não tenho nem preto e nem branco na minha cartela. SOCORRO!! Calma, temos alguns truques para você continuar usando o pretinho que tanto ama. Vou explicar tudinho, fica com a gente!


Vamos lá, primeiro passo: Como ela é feita a análise de cores?


Os testes para a análise da coloração pessoal são feitos através de bases de tecidos de cores específicas que fazem a cor do rosto reagir de formas diferentes, mostrando ou escondendo as “imperfeições” do rosto. Quando colocamos o tecido que tem as mesmas características da pele da cliente, com toda a certeza ele irá valoriza e harmoniza todos os seus traços. Gostoso, né? Esses testes são sempre regados de muito carinho e leveza!


AI MEU DEUS, AMO UMA COR E ELA NÃO ESTÁ NA MINHA CARTELA, E AGORA?!


Calma, pra tudo tem uma solução! Eu quando fui fazer o meu teste, também fiquei apavorada, me questionando se teria que trocar tudo do meu guarda roupa. Óbvio que quando a gente vê o resultado do teste, a gente vai querer trocar tudo e só andar naquela cartela…. Mas, sem necessidade, tá? Se você está se sentindo bem usando a cor que não está na sua cartela, está tudo bem! O importante é se sentir bem e gostando do que vê e veste!


Vamos aos truques básicos e infalíveis para continuar usando cores que não estão na sua cartela e você ama.

  • Use as cores de maquiagem que estão na sua cartela;
  • Use as cores ou tonalidades que não estão na sua cartela na parte de baixo do corpo.
  • Use uma sobreposição de uma cor que esteja na sua cartela;
  • E, por fim, use os acessórios da sua cartela.

Esses 4 truques simples ajudam a suavizar o efeito negativo da cor! UFA! Podemos usar o preto e o branco ainda, caso ele não esteja na cartela!

E como combinar cores?

Vamos para a parte que mais amo, combinar as cores e o uso do circulo cromático, depois de descobrir a suas cores. Para quem não conhece, o círculo cromático é uma das ferramentas de trabalho mais importantes para quem trabalha com cor, moda e design.

O círculo cromático nada mais é que cores primárias, secundárias e terciárias. Essa cartela nos mostra suas cores e tonalidades, e de acordo com a forma como você as coordena, o seu look pode ser mais elegante ou mais criativo, mais jovem ou mais maduro, e por aí vai… Depende do gosto e da combinação de cada um, falando por mim, eu amo um look todo colorido! Com análise e estudo!


Mas, ai surge a pergunta: por quê fazer a coloração pessoal?


Além de eu já ser apaixonada pelo mundo das cores, a coloração só traz vantagens. Usar as cores certas para você terão efeitos positivos como:

Pele iluminada, suaviza olheiras, disfarça o aspecto de cansaço, harmoniza o rosto, disfarça pequenas imperfeições e manchas na pele e deixa o rosto com um contorno bonito!

Você já fez a sua coloração? Já teve curiosidade? Vem se colorir comigo!

Moda Criativa
02 ago 2021

O poder da terceira peça: boas ideias para um look criativo

O PODER DA TERCEIRA PEÇA

A regra é simples… Calma, eu explico! Sempre estamos atras daquela peça que combina com tudo e ao mesmo tempo dá aquele up no look, né? Quando falamos sobre isso a dica é apostar em sobreposições, isso mesmo, faz total diferença pois incluir uma terceira peça deixa seu look ainda mais descolado e fashionista!

Se você tem dúvidas de como fazer essas sobreposições, vem comigo que vou te dar ótimas dicas que vão deixar essas combinações fáceis, práticas e divertidas!

Vamos entender primeiro, o que é uma terceira peça?

A terceira peça pode ser: um casaco, blazer, jaqueta, colete, quimono, cardigã, e até mesmo um lenço ou uma echarpe. É aquela peça que vai transformar um visual simples em um look estiloso. Lembrando sempre, que o mais importante é você estar se sentindo bem e confortável.

A regra da terceira peça pode ser aplicada principalmente no inverno, onde a gente quer se vestir bem e ao mesmo tempo nos mantermos quentinhas com várias camadas. Nesse caso, look com casaco, blazer, jaqueta, colete, quimono e echarpes são ideais. 

A dica é começar simples. Use um primeiro e segundo elemento básico, como uma t-shirt e calça jeans. Depois, é só colocar uma peça de sobreposição e pronto.

Coletes

Transforme a clássica combinação de jeans e camiseta com um maxicolete! Uma opção é os maxicolete de alfaiataria, deixa o look super elegante e se quiser deixar o look mais iluminado, opte pela cor branca. Vai ficar incrível!

Blazer

Se você ainda não tem um blazer, já passou da hora de ter! Além de estar super em alta nesse inverno, ele é uma peça super coringa! Aposte no blazer como terceira peça de jeans e camiseta, shorts e T-shirts, maxissaias e camisas… Você é quem manda!

Jaqueta

Tem para todos os gostos, as maxis, as bordadas, as clássicas, tem para todos os gostos! O bom é que qualquer um deles serve para finalizar uma produção. 

Kimono

Não tendo a atenção que deveriam, os quimonos são uma ótima opção de sobreposição além de ser mega estiloso e deixar o look ainda mais fashionista! A dica é usá-lo com uma base justa, já que ele é uma peça máxi.

Lenços, echarpes e cachecol.

Confesso que é a minha sobreposição favorita, além de dar outra cara para o look né. Eles têm o poder de transformar, além de ser super fáceis de combinar! Pode ser usado com jaqueta, vestido, t-shirt, sobretudo… enfim diversas possibilidades!

E então? Animada para explorar todas as possibilidades do seu guarda-roupa? Qual sua terceira peça favorita? 

Moda Criativa
27 jul 2021

Vitrinismo: dicas para o visual da sua loja

Quem não se encanta com as vitrines bem montadas de lojas e sente desejo naquela peça exposta? Mas afinal, quem faz essas vitrines? Há um profissional apenas pra isso? Digamos que sim! E a sua vitrine é a porta de entrada para a sua loja!

Toda e qualquer forma de exposição de produto dentro de um ponto de venda que leva a imagem da empresa trata-se de Visual Merchandising. Todas as peças e disposição da loja e vitrine são pensadas para estar naquele lugar e gerar o desejo de compra!

Minha experiência prática

Tenho tido a oportunidade de realizar vitrines semanalmente e cada vez mais empregar teoria, amor e referências em prática! Eu sou muito passional e sempre traduzo a paixão pela moda em formato de vitrine. E cá entre nós, quando você faz aquilo que ama, impossível não ter sucesso! Reuni nesse material o que venho aplicando e aprendendo ao longo das composições.

 Vamos de 5 dicas infalíveis para transformar uma vitrine?

A primeira é “saia da casinha” para surpreender

  • Pense nas mais diferentes alternativas que você pode trabalhar, agora é a hora de imaginar e criar looks em que seu cliente sentirá desejo e mostrar aquela possibilidade dos seus produtos para ele.
  • Busque criar composições usando sempre as combinações do círculo cromático, a harmonia entre as cores vai causar mais impacto ao visual.

A segunda é “storytelling” (crie uma história)

O seu cliente muitas vezes não está em busca de um produto e sim de um sonho, uma boa história ou de um lifestyle. Mas aí vem a pergunta “Como eu faço isso?”

O look do manequim precisa ser igual o ambiente da história, por exemplo: um dia de sol pede looks coloridos ou estampados, um dia de inverno, por que não roupas quentinhas e cores que alegram o seu dia nublado? Dê possibilidades para que eles saiam do monótono e possam captar o que desejou contar por meio daquela combinação de peças.

Sempre coordene os produtos por cores!

Lembre-se da harmonizar as cores ao pensar em cada peça exposta, não monte looks de forma aleatória. Sabe o círculo cromático que citei lá em cima? Se tiver dificuldade de compor, ele é um bom aliado, tenha uma cópia com você, pode até usar na tela do celular!

A composição dos looks que você expôs no seu manequim é de extrema importância, porque além de gerar uma sugestão ao cliente para adquirir o look inteiro ou uma das peças, a composição incorreta pode desfavorecer a aparência de todas as roupas na vitrine.

Troque suas vitrines constantemente!

Como a vitrine é a porta de entrada da sua loja, mudá-la constantemente traz a possibilidade de mostrar uma quantidade de peças maior e variedade de possibilidades. Assim, chamando a atenção para o seu cliente entrar e ir em busca do que procura. Varie sempre e pense em diferentes perfis de consumidores!

E a quinta e última, mas não menos importante:

Ame a sua vitrine e faca com amor!

Essa dica pode parece óbvia, mas não é e vale a pena sempre lembrar! Tudo que você colocar amor e dedicação vai ser notado por seu público. Tudo feito com carinho e paixão enchem os olhos, não é mesmo?

Episódio marcante: Lembro a primeira vez que entrei na Galerie Laffayete e observava todas as vitrines, todas me encantaram, não sei se estava deslumbrada com aquele novo universo ou era a paixão, talvez um misto dos dois! E saber a história de amor que tem por trás de todas as roupas dessas grandes marcas de alta costura me fez admirar muito mais cada detalhe que observava.

Vocês também se encantam com grandes vitrines assim como eu? Ainda mais depois de saber toda essa paixão por trás? Minhas vitrines são recheadas de amor e sempre que tiver a chance trago mais dicas por aqui. 

Sem categoria
29 jun 2021

Cor no inverno: dicas de consultoria de estilo

Inverno com mais cor? A gente te mostra como!

O inverno está chegando e com ele aquela sensação que o mundo fica menos colorido, especialmente o guarda-roupa. É comum que, para evitar erros e excessos, já que os looks da estação são compostos por várias peças, a maioria das mulheres priorize sempre tons de preto, branco, cinza e, no máximo, marrom, o que acaba deixando tudo um pouco sem graça e padronizado. 

A boa notícia é que é possível seguir pequenas dicas e truques para tornar suas composições mais coloridas e interessantes, mesmo as de inverno. “Montar um armário cápsula, com peças inteligentes que combinam entre si, pode ser o primeiro passo para se sentir mais segura usando cores”, explica Marina Naves, Consultora de Imagem e criadora do curso Armário Perfeito. 

Sobre Marina Naves

Armário Cápsula

Um armário cápsula nada mais é do que um conjunto de peças funcionais, escolhidas de acordo com o estilo, gostos, personalidade e estilo de vida da pessoa. Não é a quantidade de itens que formam um armário cápsula, mas sim a ideia de que todos devem harmonizar entre si e permitir combinações variadas. “Antes de sair comprando coisas que você não tem certeza como e quando vai usar, faça uma limpeza, tire os excessos e monte uma lista dos principais lugares e ocasiões que frequenta. Assim você poderá identificar suas reais necessidades e listar que tipo de peças precisa no seu armário”, orienta Marina. 

Algumas peças clássicas e mais versáteis, como uma boa camisa branca ou uma jaqueta de couro, são coringas para qualquer guarda-roupa, mas é a partir deste movimento de investigação e definição do armário ideal que o espaço para as peças coloridas vai se abrir. 

“Engana-se quem acha que um armário cápsula é feito apenas de cores neutras. A verdade é que muitos tons coloridos também podem ser neutros! Por exemplo, alguns tipos de rosa são super fáceis de combinar, de verde também. Se você tiver conjuntos de cores que combinam entre si, elas sempre vão funcionar juntas e isso é o que importa”, complementa Marina. 

Looks de Inverno

No caso dos looks de inverno, uma boa dica para facilitar combinações é fugir de vez do preto, que é uma cor muito profunda e difícil de ornar com tons claros ou vivos. Nesse caso, é possível substituí-lo por neutros como cinza ou caramelo, que abrem espaço para combinações mais interessantes com uma diversidade maior de cores. 

“Rosado seco, verde militar e marinho são exemplos de cores menos chamativas que combinam com praticamente tudo, especialmente cinza e caramelo, e já trazem um toque a mais de leveza e criatividade ao look”, indica Marina. “Você não precisa sair do preto e passar a usar verde neon. Há uma infinidade de cores divertidas e interessantes que você pode incluir, sem radicalizar”, explica. 

Outra boa ideia é incluir esses pontos de cor em peças específicas, como um casaco, um tricô, uma pashmina ou acessórios. Assim é possível dosar, aos poucos, a quantidade de colorido que é adicionada ao look, conforme a pessoa se sinta mais confortável. Nesse inverno, o queridinho será o colete de tricô – por que não testar comprá-lo em uma cor diferente?

“Uma ótima dica é usar o círculo cromático para fazer combinações de cores e visualizar quais tons combinam entre si! Eu gosto muito de um app chamado color wheel, que é a versão digital do círculo. Montar uma pastinha no Pinterest e buscar constantemente por referências também ajuda a abrir a cabeça e começar a ousar mais. Uma consultoria pode ajudar, caso sinta mais dificuldade em se abrir ao novo”, finaliza. 

Neste inverno, invista em coletes de tricô, eles são modernos e quentinhos, além de poderem ser usados com blusas mais finas se não estiver tão frio, ou com blusas mais grossas de manga longa. 

Calças com a barra um pouco mais aberta também são ótimas opções para você coordenar com botas por dentro da calça! Isso deixa o look moderno e foge da combinação comum de botas com jeans skinny! E para sair um pouco das calças um bom truque é investir nos vestidos midi de tecido leve! No inverno você usa com botas e sobreposições de tricô ou casacos… e no verão você vai poder reaproveitar combinando com uma sandália e braços de fora.”, finaliza Marina. 

Conteúdo por Marina Naves

Para saber mais: www.marinanaves.com.br | Instagram: https://instagram.com/marinanaves

Moda Criativa
17 jun 2021

Dicas de livros de moda e criatividade

Se você é formada ou só apaixonada por moda como eu, umas dicas de livros para se aprofundar mais nesse mundo encantador é sempre válido.

Tanto para quem estuda sobre o cenário fashion e quer entrar no mercado ou para aqueles que desejam expandir seu conhecimento, os livros de moda não só contam histórias como também revelam tendências e curiosidades sobre esse universo. 

Aqui vão algumas dicas para começar a mergulhar nesse universo encantador:

COM QUE ROUPA? – GUIA PRÁTICO DE MODA SUSTENTÁVEL

Com dicas práticas de como viver de maneira mais sustentável, a ativista ambiental e apresentadora do GNT Giovanna Nader mostra ao leitor que a moda é um instrumento de revolução e que cada um de nós tem seu papel na tarefa coletiva de salvar o planeta. Moda é comportamento e sociedade. Você já parou para pensar no impacto que uma única blusinha tem no meio ambiente?

Começar pensando no sustentável é uma boa maneira de começar!

GUIA A HISTÓRIA DA MODA

Neste guia você conhece tudo sobre a história da moda: os principais estilistas, a evolução ao longo das décadas, tendências que voltaram às ruas e o que este mercado projeta para o futuro.

Clique aqui e confira os livros disponíveis  e comece a entender melhor como funciona esse mundo tão encantador da Moda.

A Martins Fontes tem acervo de mais de 250 mil títulos para pronta-entrega, tem frete grátis para todo o Brasil e parcelamento de até 4x sem juros no cartão para você escolher vários títulos.

E por falar em histórias… você já se questionou de onde surgiu a moda?! A moda esteve presente desde o começo da humanidade, quando o ser humano viu a necessidade de esconder a nudez e de proteção contra o frio.  Mas você já pensou nos motivos que levaram a moda a ter um papel importante?

Para entender a moda e a sua influência é necessário voltar um pouco nas décadas passadas, clique aqui.

EVOLUÇÃO DA MODA

A moda evoluiu ao longo dos séculos, deixou de ser apenas uma necessidade do ser humano de esconder a nudez e de proteção contra o frio e passou a acompanhar as mudanças culturais e sociais de cada período da história humana. Com isso, foram surgindo diversos nomes que hoje conhecemos como grandes estilistas que através de seus processos criativos foram dando ainda mais características ao seu tempo em relação as vestimentas por verem que as pessoas queriam cada vez mais expressar o que pensam e o que sentem por meio das roupas.

CRIATIVIDADE: COMO MANTER UMA ROTINA ESTIMULANTE?

E por falar em criação, o ponta pé fundamental para um dos processos mais importante de se ter uma roupa desenvolvida é a criatividade e quando chegamos aí tudo fica um pouquinho mais complicado. Afinal, se manter aberto à criatividade pode ser um enorme desafio na rotina!

Todo profissional que lida com criação já pensou em algum momento, durante os processos criativos: 

Estou sem nenhuma ideia para desenhar”  ou “Fiz tantas coisas, mas parece que não fiz nada” #quemnunca

No post, a Ma Stump dá dicas do que costuma fazer para  ter dar gás na hora de colocar ideias para funcionar e se sentir “acordada” para  novidades e eficiência nas tarefas. Mãos à obra! Com leitura e disciplina, tudo ganha ritmo!

E aí? Vamos nos aprofundar mais nesse mundo tão encantador que é a moda e suas expressões critivas?!

Moda Criativa
25 fev 2021

Colab: bolsa Mary Kay por Ana Strumpf

Mary Kay apresenta nova It Bag assinada por Ana Strumpf

Após parceria com as estilistas brasileiras Patricia Bonaldi e Lolita Hannud, marca apresenta a colaboração com a criativa artista paulistana. Agora você também está se perguntando, como assim bolsa da Mary Kay, uma marca líder de maquiagem? Isso mesmo, a bolsa não é um produto da grife, mas um elo entre a marca e revendedoras (consultoras) e uma forma de expressar representatividade, identificação com o trabalho e incentivar o vínculo. Interessante, não é? Abaixo tem mais detalhes sobre a colab que rendeu uma it bag ilustrada em diferentes versões! No conteúdo enviado pela assessoria da marca, dá para entender bem como foi trabalhado o branding, ressaltando nos ícones da composição, diferente facetas da Mary Kay e seus valores.

Colab: bolsa Mary Kay por Ana Strumpf

A Mary Kay apresenta mais uma colaboração de sucesso para dar vida à sua nova It Bag, um dos ícones exclusivos da Força de Vendas Independente. Após as temporadas em parceria com as estilistas Patricia Bonaldi e Lolita Hannud, a marca referência em beleza, traz o inconfundível trabalho da artista Ana Strumpf para a peça desejo. Ana é ilustradora, designer de interiores e de produtos, consultora criativa e apresentadora. “A conexão entre a Mary Kay e a Ana Strumpf aconteceu de forma muito genuína porque ambas acreditam no poder da mulher e no empreendedorismo feminino” completa Rosana Bonazzi, Vice-Presidente de Vendas da Mary Kay Brasil.

Criatividade e simbolismo na ilustração

Para as Consultoras de Beleza Independentes, a It Bag Mary Kay tem um significado ainda maior, ela é motivo de orgulho já que é a primeira conquista de uma Consultora. Ela é um verdadeiro ícone, um elemento que conecta todas as Consultoras e um veículo para que elas possam carregar as ferramentas que são as engrenagens para a conquista dos seus sonhos. Por meio da It Bag elas também conquistam infinitos sorrisos, porque é lá que elas carregam os produtos que proporcionam autocuidado, autoamor e autoestima para tantas mulheres. A It Bag é composta por paixão, beleza, independência e autoestima, ela representa essas empreendedoras, suas conquistas, sua força e sua dedicação.

A sensibilidade e a inspiração de Ana Strumpf, que fez uma verdadeira imersão na história da marca, deu origem aos símbolos que estampam a nova It Bag, assim como os demais itens que completam a coleção exclusiva, e que podem ser conquistados pelas Consultoras de Beleza Independentes ao longo da trajetória na Mary Kay. Cada detalhe, uma história única se revela. No centro de tudo, a abelha, um dos símbolos da marca e da Consultora de Beleza Independente, que é capaz de superar qualquer limite, pois pela aerodinâmica da abelha, ela não poderia voar – mas ela não sabe disso e simplesmente voa. Já os diamantes estampados, representam a oportunidade do negócio independente, sólido, sem limites, capaz de enriquecer e transformar vidas. Os carros cor de rosa, são os maiores ícones de reconhecimento da marca, os produtos, claro, a engrenagem do negócio. Já as estrelas, simbolizam o sucesso das Consultoras de Beleza Independentes, e um dos programas de incentivo mais icônicos da marca, e o coração, resume o significado da Mary Kay, que foi construída com base em propósitos e valores sólidos e muito especiais.

Sobre a marca: www.marykay.com.br