DIY
22 jan 2021

DIY: O que é preciso ter para construir os próprios móveis e objetos de decoração

Ferramentas indispensáveis para quem quer apostar no “Faça você mesmo”

O que é preciso ter em sua caixa de ferramentas para construir os seus próprios móveis e objetos de decoração

Com os vídeos tutoriais encontrados na internet ou na TV, e a maior permanência em casa, nunca foi tão fácil se dedicar a atividades de “Faça você mesmo”. Além de proporcionar economia, é uma atividade prazerosa e divertida, que pode ser aproveitada na sua própria companhia ou com toda a família. E para uma execução com segurança e um ótimo resultado, são necessárias ferramentas específicas e de qualidade.

Para aqueles que gostam de se aventurar na marcenaria e construir os próprios móveis ou trabalhos mais elaborados, é preciso de produtos para projetar, cortar, serrar, e aparafusar. Já para quem gosta de trabalhos mais delicados, o importante é ter a mão itens funcionais e que garantam precisão. O primeiro passo é escolher o projeto que irá desenvolver, definindo os materiais que serão usados e os processos para chegar ao resultado final. Tendo isso organizado, pode-se dar início a execução de sua peça.

Para projetar

Na hora de se aventurar na marcenaria, a primeira tarefa é projetar o seu móvel. Para isso, você vai precisar de uma escala métrica de madeira. O seu corpo rígido torna a obtenção de medidas mais precisas, garantindo que as suas peças tenham o encaixe exato.

Tendo essas medidas definidas, é hora de desenhar as partes do seu móvel, e nessa etapa é importante que você tenha disponíveis ferramentas que garantam um desenho preciso e bem delineado. O esquadro de alumínio é uma ótima opção se você procura praticidade, precisão e retidão. Ele é ideal para conferir ângulos de 90º e traçar linhas perpendiculares. Ter um bom jogo de lápis para marcenaria também é essencial, pois são especificamente desenvolvidos para efetuar marcações em todos os tipos de madeira, garantindo o melhor desenho para as suas peças.

Para cortar e serrar

Com as partes desenhadas, é hora de serrar e cortar. Dependendo do material com que se está trabalhando, diferentes tipos de serras e lâminas são indicadas. Projetado para serrar especificamente objetos em madeira, o serrote é a melhor opção nessas ocasiões. Já o arco de serra ajustável traz diversas funcionalidades, pois pode ser utilizado no corte de plástico, cobre, alumínio e metais não endurecidos.

Para cortes mais delicados, duas ótimas opções são o mini arco de serra e o estilete.  O primeiro é uma opção prática e fácil de guardar. Já o estilete é versátil, auxiliando nos cortes em papel, papelão, e até na hora de desencapar fios ou fazer acabamentos.

Para montar e instalar

Com as partes do seu projeto prontas, começa a montagem e, por fim, a instalação. Nessas etapas, é necessário ter um kit de parafusos com vários tamanhos e buchas de várias finalidades. É importante ter acessórios versáteis, que garantam uma fixação segura das diferentes partes dos móveis, e também quando precisam ser pendurados em paredes.

Para apertar e soltar esses parafusos, a parafusadeira é uma ótima escolha. Ela pode ser usada na hora de montar os móveis, instalar prateleiras, e vários outros trabalhos. Além de ser uma ferramenta leve, funciona com bateria embutida, facilitando o seu manuseio.

Para os detalhes

Com seu projeto pronto e instalado, é hora de soltar a imaginação. Para trabalhos de decoração ou mais artesanais, são indicadas ferramentas mais delicadas. Ao invés de pregos e parafusos, é possível usar a pistola elétrica de cola quente. Ela serve para colar diferentes partes em madeira ou MDF, assim como enfeites e adereços em bijuterias e peças de decoração, como almofadas, abajures, quadros, entre outros objetos. Outro toque especial são os detalhes em miçanga, que podem ser trabalhadas com a ajuda de um kit de alicates para bijuteria.

Para guardar e organizar

Independente do tipo de trabalho que você faz em casa, é essencial que os materiais estejam guardados de forma organizada. As caixas organizadoras são uma solução prática, otimizando tempo e espaço. Para armazenar e transportar ferramentas, uma caixa plástica de ferramentas é a escolha certa. Para completar, as bandejas internas removíveis são um ótimo espaço para guardar acessórios menores. Com ela, você consegue manter todos os seus materiais organizados e com fácil acesso.

Fonte: Tramontina

Ilhabela
24 nov 2020

Experiência de marca: é importante encantar

Você pensa na experiência de marca tanto no on como no offline? 💬 Mas o que é experiência de marca em uma compra ou contato com a empresa? Podemos resumir como a vivência do cliente ao consumir nosso produto ou serviço, uma soma de sensações, impressões e identidade de marca que geram lembrança, carisma e quando super positiva, impacta e fideliza!

☕ Para revisar em seu negócio o que pode transmitir ao oferecer seu produto ou serviço:

• Como é seu atendimento do início ao fim?
• Você procura ir além do óbvio e encantar com detalhes?
• Já pensou em propor uma experiência de marca aplicando seu diferencial em detalhes que marquem e posicionem?
• Ao criar o ambiente (on ou off), procurou empregar a paleta de cores e elementos que reflitam com coerência sua proposta?
• Na entrega do produto, você pensa em embalagens e apresentação que sejam coerentes ao todo e despertem o olhar do consumidor?
• Como trabalha o pós venda? Segue sendo atencioso e solicito?

Experiência de marca: Ilha Donuts – para ilustrar e inspirar

A minha visita hoje ao primeiro espaço @ilhadonuts me inspirou nesse checklist: já notam o motivo nas fotos? Espaço que reflete a marca, coerência e cuidado com os detalhes, carinho no atendimento e a mesma identidade visual que construíram no online e embalagens delivery, agora concretizada no café.

🍩 Vai lá conhecer: agora os donuts que eu amo pedir em casa podem ser apreciados com esses detalhes no bairro Perequê – Ilhabela-SP

>> Para continuar o passeio: onde tomar café na Vila – centro histórico de Ilhabela-SP

>> Para quem procura conteúdo para sua marca, mas também para gestão do seu tempo: vale a pena ler!

Inspirações
18 nov 2020

Criatividade inspira produtividade: para você também?

{Criatividade é capaz de estimular sua produtividade?} Para mim, é o pontapé fundamental!

Abaixo te conto o que me dá gás na hora de colocar ideias para funcionar e me faz sentir “acordada” para novidades e eficiência nas minhas tarefas – no conteúdo e ilustrando com artes, marcas e materiais!

Imagem Celular A20 Samsung Brasil I Cadernos Cícero Papelaria

• Criatividade de materiais e recursos: ter ferramentas no on e offline que me agradem e sejam eficientes é indispensável – a criação flui com cores, energia, possibilidades de mídias, imagens, gadgets – sejam eles canetas e carimbos ou aparelhos e apps!

• Base para fazer as ideias fluírem: anotar sacadas, listar o que veio a mente, colocar no papel insights – agenda, caderno, blocos são aliados e não dispenso aqueles que me estimulem visualmente – se eu amo cor e criação, esse item também precisa inspirar!

Entre meus achados: cadernos Cícero na colab com Pantone, novo modelo Samsung Brasil, agendas artesanais Fabi Lopes e carimbos Veio na Mala


• Ver, estar em contato, admirar criações de produtos, manualidades e criações artísticas – estar no universo da criação me ativa boas ideias, cria novas conexões e faz a cabeça sair do lugar comum e produzir.

• Criatividade com humor – de memes, a vida está cheia e até neles há exercícios que estimulam o pensar de outra forma e sair do óbvio – taí um jeito legal de pensar diferente e nos colocar pra funcionar!

Entre meus achados: quebra-cabeça da ilustradora Veridiana Souza para Westwing, conjunto de canetas Westwing, bordados do projeto Confraria da Agulha por Ju Padilha e marca Nineedle por Nicole Sanches, e por fim e lindamente – aquarela da artista Ticiana Pinzon.

• Olhar para outras áreas criativas – partir do nosso segmento e olhar a criatividade em outros mundos me instiga e acelera minha produtividade – só de abrir um livro de culinária já me dá ânimo de ver outros processos e jeitos de fazer!

💬 E aí? Surgiram bons “gatilhos” criativos para sua produtividade!?