Sem categoria
04 jun 2018

Hygge: a tendência que preza pelo conforto e bem-estar

A consultora de tendência Silvia Scigliano, sócia da Crivorot&Scigliano fala sobre o conceito “hygge”, presente na moda e decoração prezando pelo conforto e um estilo de vida mais “clean”. O conceito chamado Hygge (que se pronuncia algo parecido com “huga”) é uma palavra dinamarquesa que significa aconchego, ou seja, o prazer de curtir momentos simples que prezam pelo conforto e bem estar, com pessoas que gostamos ou até mesmo sozinhos.

“Hygge, que se pronuncia hoogga, é semelhante a outros conceitos espalhados pelo mundo como o Gezelligheid da Holanda, Koseilig da Noruega, Hominess do Canadá e Gemütlichkeit da Alemanha.  Apesar da felicidade ser algo bastante subjetivo, o Hygge leva-nos não a procurar, mas sim a encontrar a beleza nas mais pequenas coisas da vida, fazendo delas grandes pela energia que transmitem.” – blog It’s Ok, post aqui.

Mais off e menos estresse

“Normalmente são programas caseiros, sem custo e desconectados de tecnologia. Essa tendência veio da Dinamarca, país conhecido pelos altos índices de felicidade do seu povo, que defende que praticar alguns minutos de Hygge por dia, ajuda a se sentirem mais felizes” explica Silvia Scigliano.

Movimento visa conforto

Esse movimento está presente em tecidos confortáveis como o moletom, fibras naturais como algodão e lã, e principalmente tricôs, sempre em cores neutras e claras. Para o conforto dos pés, a aposta são meias ou os saltos baixos e tênis. Velas, lareiras, almofadas, itens com pelo de carneiro e outros materiais com toque suave e confortável traduzem perfeitamente o conceito hygge na decoração de um ambiente aconchegante e confortável. Comer e beber coisas gostosas como chocolate quente, e estar próximo a natureza também fazem parte do ritual.

Há um livro conhecido sobre essa cultura da felicidade que anda fazendo sucesso, traz segredos desse estilo de vida dinamarquês. Já ouviu falar? Deixei aqui no link, para compra no Brasil. Mas se quer mesmo é se aprofundar sobre o que se trata esse conceito, tem muitas resenhas, uma delas nesse blog português, que explica bem essa procura por momentos acolhedores. Estou super curiosa para ler, vai muito ao encontro do que tenho buscado hoje em dia.

Indicação do livro pelo arquiteto e decorador Maurício Arruda

Continue Lendo >>

Sem categoria
24 maio 2018

Óculos de sol 2018, os acessórios da vez

Aqueles dias que precisamos de um up grade imediato no visual têm solução certa: óculos de sol! Acessório infalível e que está em alta na moda de rua, nos lançamentos, nas redes sociais, nas pastas do Pinterest. E nem é preciso estar no verão, tendências de óculos de sol 2018 apontam: basta um sair na rua para ser motivo para usar e abusar desse item fashion. E o melhor: o recurso que nos deixa de bem com o visual até mesmo após noites mal dormidas têm versões para todos os gostos e nesse ano, até mesmo bem ousadas!

Vamos conferir o que anda em alta?

O óculos gatinho voltou! São os chamados cat eyes sunnies, gatinhos para ninguém colocar defeito e atualizados. Hoje estão menores, com lentes pequenas, rasos e bem charmosos. Desde 2017 andam fazendo a cabeça das mulheres antenadas e cada vez mais vemos em looks do dia e cliques por aí. O visual remete à estética dos anos 60, porém voltam à tona mais finos e com pegada futurista com lentes coloridas e armação transparente. Já andou de olho neles por aí? Como óculos se tornou acessório que completa o conjunto da vez, são mais um formato para termos na coleção e termos a chance de mudar de personalidade quando a vontade é ousar e variar!

Continue Lendo >>

Sem categoria
05 maio 2017

Stumpwork: uma nova visão sobre o bordado

Stumpwork: uma nova visão sobre o bordado, uma colaboração de Trauti Lang

O bordado à mão nunca sai de moda, mas ultimamente a técnica tem ganhado cada vez mais espaço tanto nas redes sociais quanto entre quatro paredes, na decoração de todo mundo! O que muitas pessoas não sabem é que além do bordado livre existem diversos outros estilos que podem encantar da mesma forma, ou até mais.

Bordado feito por Trauti Lang – loja aqui

Sou bordadeira há pelo menos cinco anos e ao longo da minha carreira me deparei com trabalhos tão diferentes, que não me contive e precisei fugir do comum: foi então que encontrei o Stumpwork, uma técnica que eleva (literalmente) o bordado a um novo patamar!

Mas o que é Stumpwork, afinal de contas?

Muito popular no século XVII, se originou na Inglaterra para representar cenas bíblicas com o uso de pontos básicos do bordado à mão, mas também fitas de cetim, pedraria, feltro e fios de metal. Existem algumas maneiras de fazê-lo como, por exemplo, usando camadas de tecidos com texturas diferentes. Na imagem abaixo um pedaço de feltro foi usado para dar tridimensionalidade à folha.

Fonte: www.craftsy.com

Com o Stumpwork é possível conseguir resultados mais realistas para seu bordado. O tema mais comum e atrativo para a técnica é a natureza. Você já deve ter visto muitas flores de cetim bordadas em toalhas de mesa, ou em quadros decorativos. Pois sim, o bordado em fita também é considerado Stumpwork por algumas bordadeiras! O que importa nessa técnica é o uso de um material que dê vida ao bordado e erga os pontos da base do tecido.

Recentemente, tenho disponibilizado Stumpwork em minha loja e a admiração tem sido crescente! Há uma grande variedade de trabalhos que você poderá encontrar facilmente em sites como o Pinterest para se inspirar. Neste post deixo algumas fotos para que você possa conhecer melhor essa técnica incrível!

Fonte: Celeste Chalasani

Fonte: Elizabeth Braun

Que demais saber mais sobre essa técnica, não? Esse texto foi desenvolvido por Trauti Lang, dona das mãos taletosas da marca Nuvem Canela e autora do blog com mesmo nome. Vale demais a pena conhecer e se apaixonar por seu trabalho incrível!