viagem
13 ago 2014

As descobertas gastronômicas em NY

Olhem só eu aqui, com foto e tudo, para contar novas experiências culinárias em NY!
A primeira foto, essa mesma que sorrio feliz da vida, é registro de um almoço delicioso no bistrô Balthazar. Você já ouviu falar? Eu já tinha visto mil cliques à la look do dia de bloggers de moda, afinal, o lugar é considerado cool na cidade. Tinha desejado na última vez, mas não me atrevi a ir… Dessa vez, a convite da irmã, lá fomos nós nos deliciarmos. É ótimo mesmo e vale muito a pena! Minha escolha foi um ótimo steak tartar com salada, e da irmã, uma porção generosa de moules frites. Tudo muito saboroso e o ambiente é um charme. Ah, e posso contar? O valor não assusta tanto assim, quem mora em São Paulo vai até se surpreender. ;)
 
 
Esta sugestão aqui é mais lúdica, um verdadeiro cenário de filme. O famoso Bubba Gump que parece mesmo ter saído do filme Forrest Gump! A irmã caçula já tinha gostado e recomendou. Fomos à noite e o clima é divertido, a trilha sonora excelente e a comida surpreende demais! Nós achávamos que comeríamos fritura com puco tempero, sem gracinha… Que nada! Pratos saborosos, bem preparados e muito originais! Optei por um peixe com molho de camarão e arroz de jasmine. Uau! Molhadinho, leve, cheio de sabores. A gente adorou e nos divertimos com os copos que piscam e o garçom nos testando com perguntas sobre o filme. Vai lá! Na Times Square, bem no burburinho. 
E pra fechar o trio que mais me chamou atenção, vem a escolha para o último jantar da viagem, também um bistrõ e mais uma opção delícia para frutos do mar. Aliás, que incrível como se come peixe e frutos do mar em NY, não? E tudo muito bem preparado! Nesse, o Casimir & Co, em uma esquina bem localizada, sentamos numa mesinha na calçada e tomamos uma Stella com pratos leves. Fui de salada com lula grelhada e molho agridoce. Tão, tão bom! De sobremesa, atacamos um flan caramel que estava perfeito também. Aprovadíssimo!
 
Aí vocês pensam “que saudável, Ma”, até que a dieta foi equilibrada para NY, hein? Aham. Aí te conto que me joguei nos Iced Coffees, muffins, bagels e até um whoppie, aquele sanduíche de cookie com sorvete. Vão vendo que viagem mais gourmet! Adoro.
 
Que tais as sugestões do dia? Foi uma delícia conhecer esses novos lugares e com boa companhia, viraram momentos marcantes e divertidos!
viagem
12 ago 2014

Pulinho proveitoso em NY para recarregar a bateria!

Alô, amigas do Cola e de inspirações! Como vão as coisas? 


Venho contar que minha sumida teve ótimo motivo: mini férias para dar saudades de escrever posts e compartilhar criatividades! Como é bom ficar um tempo off, hein? 

Novamente, foi NY o lugar escolhido para repôr a energia, mas dessa vez, resolvi ficar mesmo com os pés pra cima e não abrir o laptop! Me perdoam? Mas prometo que os highlights das novidades que descobri por lá não ficarão de fora do blog. :)

Por hoje, três lugares que não são novos para mim, mas são repetecos que sempre merecem novas degustações: Eataly, Highline Park e Anthropologie no Chelsea Market. Aqui, aqui e aqui, você encontra uma visão geral dos lugares da visita do ano passado… Mas hoje te conto detalhinhos  que fizeram a diferença dessa vez:

Sorvete italiano no Eataly: redundante falar que o sorvete de um mercado de marcas italianas é delicioso, cremoso e saboroso, né? Mas sou obrigada a enfatizar essas características. O meu sabor escolhido foi o caramelo de sal e era simplesmente maravilhoso. Comprei logo na entrada à esquerda, fácil de achar. O pequeno já era uma porção generosa e suficiente. Indico demais! E como a temperatura nesta época beira os trinta graus, foi superbem-vindo.

Frescor no Highline Park: nos dias de verão em NY, encontrar sombra e água fresca é revigorante. Por esse motivo que a área com bancos e água corrente limpinha para refrescarmos os pés merece destaque! Na última visita, não tinha me atentado a isso, mas dessa vez, tirar o tênis e andar por lá foi um “oásis” no meio do passeio. A vista é deliciosa e o jardim está lindo nessa época! A diversidade de flores me surpreendeu muito! 
As louças da Anthropologie: novidade zero e deslumbre nota máxima. A loja como bem sabem é de babar em todos os segmentos. Tem moda, tem perfume, tem acessórios, mas é a parte de decoração, para mim, a mais irresistível. As xícaras e bowls já tinham me tentado e um exemplar da primeira brilha no meu quarto… Nessa taquicardia, foi um par singelo de puxadores que voltou pra casa comigo. Se estiverem com as malas prontas para lá e tiverem a chance, não deixe de pôr ao menos um par na mala também. Qualquer móvel ficará mais lindo com ele.

Amanhã falo mais sobre descobertas do mundo gastronômico, tudo bem? 
Beijos da Ma Stump que estava saudosa!

viagem
19 fev 2014

Lenço dos namorados: tradição portuguesa que estampa peças atuais

Trato é trato: prometi que o Cola iria na bagagem na última viagem e ninguém aqui falou que o passeio acabou para o blog. Portanto, todo mundo ainda disposto para saber de mais achados e descobertas?

No capítulo de hoje, voltamos à terrinha, já que Portugal tem muita criatividade e história de manualidades para nos encantar. E é a tradição do “lenço dos namorados” que me fez maravilhada a cada lojinha típica portuguesa.
O costume romântico era o seguinte: meninas portuguesas (principalmente da região do Minho) quando estavam “na idade de casar”, e se encantavam por um rapaz, começavam a bordar lenços quadrados com dizeres e desenhos para oferecer ao pretendente. A peça não só era usada em suas vestes como também deveria ser usada pelo moço se esse aceitasse o flerte. Lá pelos séculos XVII – XVIII, se o pretendente não portasse o adereço publicamente era sinal de que o caso não estava lá muito recíproco… 

Não é um amor essa tradição? 

Deste período em diante, a cultura só ficou mais popular e logo se tornou um símbolo da arte portuguesa, rica em bordados e detalhes. Hoje, os desenhos de corações e os versos cheios de sentimento podem ser vistos em bolsas, acessórios, decoração, nos famosos galos e também estampados na cortiça.


A cada vitrine que via uma nova variação, dava um sorriso! Como é gostoso perceber um hábito importante na história de um país e mantido com carinho. Aqui em casa, em território tropical e colorido, já assumi a tradição na forma de toalha de mesa. Mas confesso que a vontade era ter trazido na mala um de cada tipo de produto… 

Quem aí já conhecia de longa data este costume? Você já criou algo com este desenho ou tem qualquer peça com o tema?