Inspirações
09 set 2021

Criatividade para fazer diferente: como marcas surgiram em período de crise

O cenário atual, de pandemia, não foi fácil para muitos profissionais, empreendedores e pequenos negócios.  Forçou empresas e pessoas, que foram atingidas diretamente, a se reinventarem, independente do seu segmento e tamanho. A criatividade floresceu em muito de nós diante desse cenário tão novo, mesmo que em níveis diferentes! Foi até bonito de se ver a onda criativa e apoio coletivo, não é? Porque começar do zero, não é nada fácil! E aprender uma nova forma de trabalhar tampouco!

Empreender no mundo dos negócios é uma arte e ser criativo também! E observamos bastante gente se arriscando e sendo criativo na redes. Dedicação não faltou aos nossos olhos! Vamos dar algumas dicas de como ser criativo em horas difíceis para quem ainda busca um novo norte ou se vê agora na hora de se reinventar!

Abra sua mente!

Fazer sempre as mesmas coisas e da mesma forma não é um aliado para ter um processo criativo bom! Saia da sua zona de conforto para buscar experiências diferentes! Os resultados são incríveis!

Seja curioso e questionador!

Já ouviu falar naquele ditado: “quem procura acha!” E acha mesmo! Basta ser curioso e não se contentar com as primeiras respostas ou pesquisas! Questione, pesquise, vá em frente que assim você dá um grande passo!

Procure desenvolver um ambiente criativo!

Já falamos muito por aqui sobre isso, mas é sempre bom reforçar que um ambiente onde as ideias são livres, é sempre mais criativo e inspirador.

Busque conhecimento extra!

Vamos combinar que conhecimento nunca é demais, não é? Tente sair do senso comum e do seu habitual, busque conhecimento em áreas que sejam diferentes do seu trabalho, isso é inspirador! Pode acreditar! Instigue e investigue, procure pelas mais diversas plataformas, como a própria internet para mentorias e workshops, os livros, cursos e até filmes! Vai te motivar e abrir um leque de conhecimento e criatividade gigantesco!

Exemplos fizeram nossos olhos brilharem: criatividade na crise

­Vamos falar de algumas marcas que colocaram isso em prática e se reinventaram ou nasceram em meio a esse caos que estamos vivendo? Muitos empreendedores surgiram e muitos produtos criativos nasceram.

Tramando tramas, da Jaci

Tramando fios, entrelaçando linhas: a Jaci se reinventou com a tapeçaria! E, pasmem, resolveu aprender o ofício do zero. Esforçada e dedicada, a zona de conforto passa longe da sua criatividade e empenho. Aplicada, ela coloca em prática cada ensinamento de forma espetacular! Busca referências, cursos online, questiona, instiga e tanto tapetes feitos sob encomenda como a forma de se comunicar estão inspiradores. É um prazer acompanhar: vai lá!

Cocaia Moda Praia, da Iza e da Ana

Desenhando peça por peça, criando e pensando sempre no meio ambiente. A Cocaia Moda Praia surgiu em meio a pandemia depois de reviravoltas na carreira de cada uma das sócias e vem mostrando cada vez mais ao que veio. Elas desenvolveram marca, modelagens, estampas, garimparam pontos de venda físicos e loja completa online. Acharam que seria amador só porque está no início? Que nada! Até a etiqueta foi desenvolvida com carinho. Vocês sabiam que seus biquínis são biodegradáveis, usam o saquinho de algodão substituindo o plástico e os restos de tecidos viram frufrus de cabelo? Pois é… É a vontade de aliar criatividade à sustentabilidade sempre! Comece a explorar pelo perfil no Instagram e conheça a proposta!

By Caru Valverde

Ela é artista plástica, designer de estampas e tem um mundo colorido ao seu redor! Não importa qual seja a plataforma digital ou o caos que passamos, ela não se acomodou, batalhou, estudou e criou muito! Caru mudou de área profissional após a maternidade, foi atrás de um sonho, aprendeu o que foi preciso para expressar sua arte e linguagem e desenvolveu de forma autoral produtos e criações de tirar o fôlego. Comunicadora nata, desenvolveu sua marca online, criou parcerias e apresentou as novidades de e-commerces a pontos de venda físicos. É uma explosão de cores que vale demais conferir e apreciar cada etapa do processo dessa reinvenção.

Cantinho da Rô

Um charme de brechó pensado para venda local em Ilhabela assim como para envio para todo do Brasil. A proposta do espaço surgiu no online num momento de extrema importância de se refletir sobre a vida útil das peças e economia circular. Quando compramos uma peça em um brechó permitimos a continuidade às roupas e proporcionamos a chance de toda uma nova cadeia se alimentar desse novo ciclo. A Rô arregaçou as mangas para fazer sua ideia tomar a proporção que já está hoje: desde a abertura já triplicou o espaço, passou do online para também ponto físico, profissionalizou as redes sociais da marca, partiu para live shops para entrar na nova tendência de consumo e busca a cada dia melhorar os processos com fornecedoras e clientes. Quer exemplo mais sustentável que esse? Quem é da Ilha não pode deixar de ir garimpar ou desapegar com ela!

O cara do cookie, do Gustavo

Com expertise em marketing e marca e uma receita das mais deliciosas de cookies, o Gustavo apresentou à ilha em meio ao isolamento total a possibilidade de ter cookies fresquinhos em casa. Sempre com abordagem divertida, embalagens com boas sacadas e marca bem humorada, a novidade cativou e não demorou para o esforço remoto também ganhar o offline. E assim, depois de se estruturar no online e entregas eficientes, o ponto em lugar estratégico parece que sempre esteve na ilha e ainda tem jeito de rede. Alguém segura uma boa e bem executada ideia? Mais uma inspiração para quem gosta de inovação. Vai lá e não perca a chance de curtir o cookie na cadeira de praia e café bem tirado.

Vinyasa em Casa, da Nathalia

Yoga online sim, por favor! Todos nós tivemos que nos reinventar e yoga online não podia ser mais inovador lá no começo de 2020, não acham? E agora o quanto já acham comum fazer uma atividade física guiada por um prof a kms de distância? Pois é: a tudo nos adaptamos e rapidamente! O Vinyasa em Casa surgiu com o isolamento social da pandemia como solução para impossibilidade das aulas presenciais. A Nathalia correu para se adaptar a nova realidade e fez do limão uma margarita. Desenvolveu o sistema 100% online com lives e vídeo chamadas, ajustou um cronograma atrativo, buscou parcerias, se capacitou para criar a comunicação, estrutura para captação de vídeos e hoje conta com mais de 50 alunos no virtual. E agora? Será que a realidade se tornará híbrida ou as aulas no conforto de casa vieram para ficar?

E aí? Se motivou a sair da zona de conforto depois desses maravilhosos relatos? Ah, vale contar relato pessoal? Como talvez já saibam, foi durante a pandemia que migrei meu trabalho antes apenas de produção de conteúdo e gerenciamento de marcas para consultoria de posicionamento online e passei a desenvolver módulos de organização de comunicação e co-criação via Zoom para empreendedores de todo Brasil. Já foram mais de 50 marcas que pude contribuir com a trajetória e esse gás ao conhecer tantos negócios criativos me fez ainda mais motivada com esse novo mundo que se abriu! Eu poderia trazer mais dezenas de outros profissionais e marcas para cá! Aliás, está aí uma ótima coluna para o blog, hein?

Criatividade é ou não a força motriz para fazer novas ideias vingarem? O que você faz? E o que planeja fazer para reinventar seus processos? Vamos juntos!

Inspirações
16 abr 2018

Dez dicas para organização do tempo

Como mãe, dona de casa, autônoma, home officer e também viciada em estar atenta a redes e a tudo, tenho um desafio grande na vida: aprender a gerenciar meu tempo e fazê-lo ser útil e eficiente. Não é todos os dias que ganho a batalha, mas gosto de ler sobre o assunto e procurar soluções e dicas para manter o foco nas horas de trabalho e em como me tornar mais produtiva.

Recebi esse texto sobre gerenciamento de tempo e achei coerente e interessante. Se também passa por uma fase multitarefa (ou vive também assim!), fica o material e reflexões! Escrito por Marco Túlio, da Inemp, creditos ao fim do texto. Uma boa leitura para segunda-feira!

“Tempo, tempo, mano velho!” Como gerenciá-lo bem? Imagem e relógio daqui.

Dez dicas para organização do tempo

Um dos principais desafios é saber como gerenciar a nossa mente e, o primeiro passo para que isso aconteça, é entender que há uma diferença entre expectativa e meta.

Costumo dizer que uma meta é uma” expectativa com pernas”, ou seja, ela impulsiona e te leva para onde você quiser, porém, essa caminhada deve ter passos específicos. Só assim, atingimos o objetivo esperado.

Um dos primeiros pontos para gerenciar melhor seu tempo é definir metas e estabelecer uma linha do tempo, ou seja, estipular o que deve acontecer em cada mês até o final do ano.

Dica 1: Toda meta deve responder as seguintes perguntas:

É possível no período de tempo determinado?

É relevante para você?

É específica? ( O que e como fazer? )

É mensurável? ( Quanto)

Tem ação imediata? ( Qual o primeiro passo?).

Dica 2: O estado desejado desta meta deve ser algo grandioso. Imagine como se tivesse atingido esta meta. Quem estará com você? Quais imagens, sons e sensações você percebe neste exercício mental?

Dica 3: Aproveite cada momento do seu tempo. Se por exemplo, ocorrer um atraso na reunião com sua equipe, limpe sua caixa de e-mails ou coloque em dia alguma leitura que você precise fazer. Maximize a utilização do seu tempo.

Dica 4: Tudo na vida tem início, meio e fim. Existe algo na sua vida que você precisa” matar” antes que a vida determine o fim? Muitas pessoas perdem tempo com situações que não valem mais a pena. Fica a dica

Dica 5: Tentar fazer tudo e ser tudo vai te exaurir! Faça bloqueios de tempo para seu descanso. Muitas vezes, bloquear dez minutos do seu tempo pode te dar mais impulso e até ideias novas.

Dica 6: Existe alguma coisa que você está fazendo que outra pessoa poderia fazer para te liberar tempo? Delegue sempre que possível.

Dica 7: A preocupação é um desperdício de tempo. Viva o momento presente. Quando estiver cansado, feche os olhos. Quanto tiver fome, coma pão. A questão é: Com o que você se ocupa ao invés de preocupar-se?

Dica 8: Desista de reclamar das coisas e das pessoas. Gaste seu tempo produzindo coisas novas. Use lista de prioridades, organize sua mesa de trabalho e faça coisas pela sua ordem de importância.

Dica 9: Tome nota por escrito e responda as seguintes perguntas:

Qual o problema?

Quais são as causas do problema?

Quais são as possíveis soluções?

Qual a melhor solução?

Dica 10: Tenha uma conversa de cada vez. O trabalho, relacionamentos e vida são bem-sucedidos ou fracassam dependendo das nossas conversas.

Pense sempre no seguinte: “Como passamos nossos dias é como passamos as nossas vidas”.

*Texto de Marco Túlio, professor da Fundação Getúlio Vargas nas áreas de Empreendedorismo, Programação Neurolinguística, Gestão de pessoas, Liderança, Comunicação, Negociação e Estratégia de Empresas. Texto cedido pela Inemp.*

 

 

▼▼▼

Mais sobre o assunto para mães de bebê

>> Se é mãe recente, mãe que acaba de se tornar home officer, ou simplesmente anda buscando mais dicas para a tarefa que é trabalhar em casa e organizar a vida, pode gostar desse conteúdo aqui. Escrevi quando meu filho tinha menos de 3 meses e hoje tenho muito orgulho de reler e também de relembrar!

Dicas
06 maio 2015

Você conhece o trabalho de gestão de conteúdo online?

homeoffice

Falar de empreendedorismo criativo, marcas autorais e pessoas que escolheram caminhos com negócios próprios é papo frequente do blog. Porém, nem sempre revelo meu próprio caminho criativo e como o negócio que escolhi como principal atividade tem relação direta com a vida criativa que tanto apoio e adoro escrever sobre.

Você está a par de como funciona o trabalho de quem faz gerenciamento de conteúdo online? Sabe qual é a importância dessa atividade para o posicionamento e relevância das marcas na web?

Depois de alguns bate-papos recentes e trocas de e-mails com quem procura por esse serviço e profissional mas não conhece bem quais as funções, responsabilidades e tarefas desse gestor de conteúdo, me veio o clique para o post. Abaixo, conto para vocês como funciona o meu trabalho para marcas criativas e um pouco sobre essa atuação que pode ser considerada bem nova e contemporânea. Afinal, gerir uma marca na web se fez mais importante com o boom das redes sociais e todas suas conexões e importância atual.

Um raio X da atividade 

Quem é o profissional por trás e quais suas habilidades frequentes: é mais corriqueiro que o gestor de conteúdo seja formado em Publicidade e Propaganda ou Marketing, por sua afinidade com o trabalho de branding (desenvolvimento da personalidade e posicionamento da marca), planejamento, pesquisa de mercado, edição de imagem, estudo dos canais de comunicação e desenvoltura com a linguagem online. Mas há muitos jornalistas que também seguem esse caminho pela redação e gestão de pautas ser parte importante da atividade.

homeoffice1

Quais as principais atividades deste trabalho? Tomar conta do gerenciamento de conteúdo online de uma marca é administrar sua imagem na web. Como a marca ou serviço vai conversar com seu público? Quais serão os canais que estará presente? Qual a linguagem? De que blogs e perfis a marca vai se aproximar? É esse profissional que elabora o tipo de texto, de imagem, temas e agenda das postagens, além de buscar o crescimento de sua presença online. Cada post deve conversar entre si e alimentar uma imagem coerente e concisa, diferente de outras do mesmo segmento e presente para o público que a procura. Além disso, será por meio do estudo da marca e seu mercado, que a gestão de conteúdo vai buscar atrair público, parcerias e gerar desejo e empatia por tal produto ou serviço.

Qual a abrangência desta gestão? Para cada marca e segmento, há necessidades especiais, assim como frequência e inserção na web. Há serviços que possuem públicos mais participativos e engajados nas redes sociais e outros nem tanto. Cabe ao profissional a análise das redes mais fortes para aquele público, onde é fundamental que esteja presente e ativo, quantas vezes comunicar e como interagir.

Um conteúdo e comunicação completos deve levar a marca ao Instagram, Facebook, Blog, Twitter, YouTube, Pinterest e até mesmo outras redes que vão surgindo e têm seu auge de tempos em tempos. Mais importante que seu número de seguidores ou quantidade de redes, está sua coerência e unicidade. Essa é a grande importância do serviço hoje em dia, em que há tantas possibilidades de se comunicar e por vezes falta a escolha da linguagem com personalidade, os momentos de agir, a definição de onde e para quem aparecer. Outra coisa é estar a par das novidades e assuntos em alta, em relação aos canais da moda, como o que é falado e se propaga aos quatro cantos naquele dia ou instante.

Será que o assunto interessou a vocês? Trabalho como produtora de conteúdo online e gerencio diversas marcas há mais de cinco anos agora e é um prazer abordar o tema e buscar novos desafios sempre. Se andava querendo saber mais sobre a atividade ou procurava por esse suporte para sua marca criativa, o bate-papo pode continuar! Me escreva e trocamos mais figurinhas. O meu contato está aqui ao lado e estou sempre online, como boa gestora de conteúdo para web deve estar. Sete dias na semana e sempre alerta!